Uma conversa em outro tempo

Sobre a nossa escolha de fazer um site lento

ampulheta

É possível que você sinta uma certa lentidão ao abrir esse site. Isso acontece porque ele demora aproximadamente 2 segundos a mais do que o “tempo bom”, nos parâmetros do Google, para carregar. São esses segundos de demora que causam essa sensação, porque estamos acostumados a navegar com pressa pela internet. Nosso plano inicial não era criar um site assim “tão lento”, mas em nossas escolhas acabamos não priorizando a velocidade. É que o objetivo dessa plataforma é criar um espaço de reflexão sobre a cidade com menos pressa.

Para sustentar essa reflexão lenta sobre a cidade, procuramos desenhar uma experiência para você navegar com simplicidade. Nossa interface é uma frase, que explica como investigamos a vida urbana e o que queremos fazer com isso. É essa a frase que faz o site demorar dois segundos a mais para carregar. Porque ela foi escrita com caneta nanquim pela Juliana Russo, posicionada e animada de maneira artesanal pela Donna Kether. A gente queria uma plataforma não só bonita, mas feita com as mãos, para não esquecermos nunca de que nossa pesquisa só faz sentido quando está a serviço do mundo real, analógico, fora dessa tela de computador, nas ruas da sua cidade, onde quer que você esteja. Por isso te pedimos esses dois segundos de paciência até que nossa home feita com amor esteja 100% carregada.

Com essa desaceleração, não queremos diminuir a urgência de pensar o futuro. Aliás, quando apresentamos à Luiza Peixe nossa ideia para o site, ela nos disse que estávamos pensando em soluções “muito 2013” e nos apresentou um panorama “mais 2017” – isso em fevereiro de 2015. Nossa pesquisa sobre cidades – e nossa plataforma – tem foco no futuro, mas sem atropelar o presente, a presença.

Então, te convidamos a aproveitar esses dois segundos de lentidão na frenética experiência da internet para redimensionar o tempo e navegar com calma. Escolhemos fazer uma home estática, sem destaques, porque não queremos escolher as prioridades do nosso conteúdo, queremos que ele esteja a serviço do que você busca quando nos acessa. Então, sugerimos que você use esse site com uma pergunta em mente sobre a vida urbana. Intuitivamente, ele deve te levar a respostas possíveis para essa pergunta. Ou a caminhos para construirmos essas respostas juntos. Se isso não acontecer, vamos adorar receber seu ola@cidadesparapessoas.com.

Boa viagem.

Compartilhe:

3 Comentários

  1. Warly

    Achei a ideia muito boa. Acho que ta mais do que na hora das pessoas trocarem ideias sobre este tema ,afinal sua cidade é a sua casa ,sua referencia é onde se vive as melhores experiencias de sua vida etc.

    Responder
  2. Maria Bernardete Guimaraes

    Acho a idéia incrível. Tem tanta gente pensando nas cidades mas pensando de maneira errada e sem considerar as pessoas, só vendo pelo lado capitalista da coisa. Parabéns pela iniciativa!

    Responder
  3. Maria Bernardete Guimaraes

    Parabéns, tem tanta gente pensando nas cidades mas de maneira errada sem considerar as pessoas, meio capitalista, desumano, e considerar o lado humano é fundamental. E ter um banco de novas idéias pra se pensar o espaço público é muito legal.

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *